RSS

Crowdfunding & Crowdsourcing

21 Mar

Crowdfunding, segundo a Wikipedia PT, é:

Crowdfunding, traduzido para Português como Financiamento coletivo ou Financiamento colaborativo[1] é a obtenção de capital para iniciativas de interesse coletivo através da agregação de múltiplas fontes de financiamento, em geral pessoas físicas interessadas na iniciativa. O termo é muitas vezes usado para descrever especificamente ações na Internet com o objetivo de arrecadar dinheiro para artistas, jornalismo cidadão[2], pequenos negócios e start-upscampanhas políticas, iniciativas desoftware livrefilantropia e ajuda a regiões atingidas por desastres, entre outros.

Crowdsourcing, por seu lado, é:

crowdsourcing é um modelo de produção que utiliza a inteligência e os conhecimentos coletivos e voluntários espalhados pela internet para resolver problemas, criar conteúdo e soluções ou desenvolver novas tecnologias.

É uma nova e crescente ferramenta para a inovação. Utilizado adequadamente, pode gerar ideias novas, reduzir o tempo de investigação e de desenvolvimento dos projectos, diminuir nos custos, para além de criar uma relação directa e até uma ligação sentimental com os clientes.Dois bons exemplos de produtos obtidos através do sistema são os sistema operacional Linux e o navegador Firefox, que foram criados por um exército de voluntários ao redor do mundo.

Comporta a noção de que o universo dos internautas pode fornecer informações mais exactas do que peritos individuais. A idéia é que o todo seja capaz de se auto-corrigir. Se um grande número de pessoas é capaz de corrigir os erros uns dos outros – quer estes sejam por ignorância ou preconceito – os resultados serão no global mais fiáveis do que a resposta de um indivíduo ou de um pequeno grupo. O maior exemplo desse conceito é a própria Wikipedia, que é praticamente tão precisa nas suas definições como uma enciclopédia tradicional e consideravelmente mais cómoda de usar.

Como referem Tapscott e Antony D. Williams, em Wikinomics, as novas “armas de colaboração em massa”, que têm um custo reduzido (desde as ligações Voip e software livre) permitem que muitos milhares de indivíduos e pequenos produtores criem em conjunto produtos, acedam a mercados e deliciem os seus clientes, o que no passado só as grandes empresas conseguiam. As pessoas agora partilham conhecimentos e recursos que lhes permitem criar uma vasta gama de bens e serviços que qualquer um pode usar e modificar.

São 2 tendências que vieram para ficar. Criem um projecto baseado numa ideia interessante e mobilizadora, e fundos e colaboradores surgirão do nada ao custo que pretendam (mesmo zero, se for motivador).

Ficam aqui alguns exemplos:
Artigo original, na Wired
Crowdflower (empresa de base colaborativa)
Iron Sky, exemplo recente na Economist

Refereências:
Crowdsourcing.org (vídeo)
Massoluction!
Blur (marketing)
Crowdsortium.org
Livro e vídeo do autor

E se quiserem saber de onde vêm as ideias, recomendo este vídeo.

Have fun!

Anúncios
 
Deixe o seu comentário

Publicado por em 21 21UTC Março 21UTC 2012 em Empreendedores, Tecnologia, Videos

 

Etiquetas: , , , , ,

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: