RSS

Maynard

21 Abr

John Maynard Keynes (WikiPT, WikiEN) nasceu a 5 de Junho de 1883 em Cambridge numa família de classe média alta, onde o seu pai – John Neville Keynes, também ele um Economista – era professor de Religião Moral e secretário da universidade local, onde Keynes acabaria por se formar em 1904. Cerca de 1900, em Eton, Keynes conheceu o “1º Amor da sua vida”, Dan Macmillan, irmão mais velho do futuro 1º ministro Harold Macmillan.

Aí, Keynes foi membro dos “Cambridge Student Liberal Democrats”. Aliás, como li um dia, poucos adversários disseram tão mal das políticas de Keynes “velho” como Keynes “novo” – referindo-se à inversão de opinião que Keynes teve entre a sua juventude em Cambridge e os seus livros mais conhecidos. Em 1914 chegou mesmo a ajudar o Ministro das Finanças a evitar a suspensão da conversão da Libra em Ouro – como pedido pelos bancos – até ao último momento possível (ou seja, até a Grande Guerra já se ter iniciado e tornar a medida inevitável) para manter a reputação do sistema bancário Inglês!

Keynes era também um investidor, leitor ávido dos jornais financeiros da manhã, tendo ganho muito dinheiro no mercado de capitais, por vezes em não mais do que uma horas. Curiosamente, perdeu toda a sua fortuna (e foi salvo pelo pai da bancarrota) quando, como economista, deveria ser óbvio para ele que o mercado estava “sobre-aquecido” no crash de 1929. Mais tarde veio a recuperar as perdas e até 1946 constituiu uma fortuna considerável.

Depois de estudar em Eton and Kings College em Cambridge, els tornou-se professor em Cambridge, financiado pessoalmente pelo seu professor Alfred Marshall, patrocínio que ajudou Maynard a estabelecer uma certa reputação entre os Economistas Britânicos. E então surgiu a 1ª Guerra Mundial.

Durante a guerra, Keynes foi incumbido de comprar moedas “raras”, como Pesetas, para ajudar a aquisição de material de guerra necessário, algo em que ele se saiu particularmente bem.

(…)

Keynes morreu a 21 de Abril de 1946, faz hoje 66 anos.

Frases famosas sobre Keynes:

“If you put two economists in a room, you get two opinions, unless one of them is Lord Keynes, in which case you get three opinions.”

Winston Churchill

Sobre o famoso livro General Theory:

“It is a badly written book, poorly organized… it is arrogant, bad-tempered, polemical… it abounds in mare’s nests and confusions: involuntary unemployment, wage units, the equality of savings and investments, the timing of the multiplier, interactions of marginal efficiency upon the rate of interest and many others… flashes of insight and intuition intersperse tedious algebra. An awkward definition suddenly gives way to unforgettable cadenza. When it is finally mastered, we find its analysis to be obvious and at the same time new. In short, it is a work of genius.”

Nobel economist Paul Samuelson
Quoted in Peter Pugh and Chris Garratt, Introducing Keynes (Cambridge, England: Totem Books, 1994), p. 64.

Vídeos recomendados:
Gary North, Milton Friedman & F. A. Hayek (1978).
Keynes celebrates the end of the Gold Standard (adoro o sotaque!).

Críticas:
Keynesian Predictions vs. American History | Thomas E. Woods, Jr..
Henry Hazlitt: The Failure of the “New Economics”: Youtube, PDF/EPub.

[Em actualização…]

Anúncios
 

Etiquetas: , , , , , , , , ,

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: