RSS

“Proponho que a UE estabeleça como objetivo para o ano 2020 que nenhum país possa ter uma taxa de desemprego superior à média europeia”

17 Jun

“Proponho que a UE estabeleça como objetivo para o ano 2020 que nenhum país possa ter uma taxa de desemprego superior à média europeia”, afirmou António José Seguro, na sua intervenção no Fórum dos Progressistas Europeus, que juntou na capital francesa líderes dos partidos socialistas de países do sul da Europa.

Fonte: Site oficial do PS (2º parágrafo)

Vão haver mil e uma desculpas que os “spin doctors” habituais vão tentar fazer, mas para mim esta é a anedota do ano político. O que me preocupa é mais a falta de reacção e o à-vontade com que o PS publicou isto na sua página oficial com a maior das naturalidades…

Para o caso de a notícia entretanto desaparecer, fica aqui a imagem que comprova a sua existência:
António José Seguro e a Média

Anúncios
 
1 Comentário

Publicado por em 17 17UTC Junho 17UTC 2013 em Humor, Política, Portugal

 

Etiquetas: , ,

One response to ““Proponho que a UE estabeleça como objetivo para o ano 2020 que nenhum país possa ter uma taxa de desemprego superior à média europeia”

  1. Pedro Mendonça

    20 20UTC Junho 20UTC 2013 at 14:09

    Como sabe bem saber que quem está à frente do maior partido da oposição consegue sacar ideias e discursos deste nível, e com uma clareza do que é preciso para este País sublime.

    Vamos lá dissecar um pouco isto então:

    “Proponho que a UE estabeleça como objetivo para o ano 2020 que nenhum país possa ter uma taxa de desemprego superior à média europeia”

    Portanto, média… ora média da última vez que me lembro era qualquer coisa como o valor intermédio duma amostra de valores. Bom, se está no meio, vai ser complicado, digo eu, colocar a taxa de desemprego de todos os países a baixo desse meio.. talvez porque esse meio varia à medida que os a cima do meio vão baixando. Enfim…

    Quem sabe em 2020 a matemática tenha evoluído e consiga até fazer essas coisas. Obrigado AJS pela visão brilhante do futuro.

    Continuando…

    “O meu objetivo não é o de colocar a UE a subsidiar o desemprego”

    Engraçado, é que parece mesmo. Portanto se um país passar para cima da média, como é que é?

    “O secretário-geral propôs, que a partir de 2021, exista uma “mutualização europeia do pagamento dos subsídios de desemprego” ”

    É que parece mesmo mesmo…. e depois diz

    “pretende levar os líderes europeus encararem a criação de emprego como a “primeira das prioridades” ”

    Portanto uns não conseguem criar emprego, porque.. sei lá, amordaçam a economia com 50% do PIB em impostos, e os outros que criem emprego para nós. Palmas!!

    E para acabar esta sublime ideias:

    “E se a UE tem sanções para quem não cumpre as regras do défice e da dívida, por que razão não há de ter uma sanção caso o desemprego não se situe, por exemplo, abaixo dos 11%, a média atual da UE ”

    Primeiro pede ajuda, mas depois defende sansões… então em que ficamos AJS? Devem os países a baixo da média perder tempo e recursos a suportar subsídios de desemprego ou exigir sansões a esses mesmos países que estão a subsidiar?

    Talvez esteja dentro da mesma linha de raciocínio das obras públicas do criar empregos para dar empregos, porque o que interessa não é produzir-se algo útil é meter o pessoal a trabalhar seja de que forma for.

    cumps
    Pedro Mendonça

     

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: